terça-feira, 23 de agosto de 2011



Dentro dela tem um coração bobo, que é sempre capaz de amar e de acreditar outra vez.
(CFA)




sexta-feira, 19 de agosto de 2011

\o/

...e isso me faz sorrir ainda mais....Seja bem vinda dona Sexta-feira lindaaa!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Bonito mesmo...


Não sou boa com números. Com frases-feitas. E com morais de história. Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir... Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é.
Fernanda Mello

...e isso, o desafio, se você aceitar não vai se arrepender, eu prometo...

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

A moça que não era Capitu...


Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa.

Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera.
Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é?
A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas?
A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar.
Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera?
E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará.
A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente.
Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.”
Caio Fernando Abreu

...

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Me move...


Eu não sou tão forte quanto eu previa, nem tão fraca quanto eu temia. Não tenho o passo rápido como eu gostaria, nem paraliso como poderia. Aprendi a me equilibrar nos extremos. Se não tenho o direito de escolher todos os acontecimentos, me posiciono de acordo com os fatos. No final, o que me move não é forte o suficiente pra me derrubar, mas é intenso o bastante pra me fazer ir além.
Fernanda Gaona

e isso, o intenso me fortifica...


Senta...


E se não quisermos, não pudermos, não soubermos, com palavras, nos dizer um pouco um para o outro, senta ao meu lado assim mesmo. Deixa os nossos olhos se encontrarem vez ou outra até nascer aquele sorriso bom que acontece quando a vida da gente se sente olhada com amor. Senta apenas ao meu lado e deixa o meu silêncio conversar com o seu. Às vezes, a gente nem precisa mesmo de palavras.
Ana Jácomo


...e isso me fará te querer ainda mais perto, senta aqui!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Descobri...


Eu descobri que tentar não ser ingênua é a nossa maior ingenuidade, eu descobri que ser inteira não me dá medo porque ser inteira já é ser muito corajosa.
Tati Bernardi .

...e isso, ser corajosa me faz forte...


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Só a verdade...

Tenho cara de menina. Não tenho tamanho de gente grande. Mas não sou criança. Assumo meus erros. Assumo responsabilidades. Entendo erros. Aceito desculpa. Mas repito: não sou criança. Se errou, assuma. Pediu desculpa? Faça por merecer o perdão. Se existe algo pelo qual eu prezo são os sentimentos. Meus e dos outros. A palavra dita não volta atrás. Então, não diga coisas só pra ofender alguém que você ama. Não magoe ninguém de graça. Não magoe mesmo se achar que esse alguém merece.

Aprendi que uma coisa (mal) dita não tem nada que apague. A palavra proferida é um tiro na alma. Pode matar um sentimento. Pode acabar com o amor de alguém. Pode destruir uma amizade. Pode arruinar uma família. Uma palavra pode valer mais do que mil gestos. Pode machucar mais do que um tapa na cara. Pode separar mais do que a distância. Com palavras, eu magoei muita gente que eu amo. Eu perdi gente que eu amei. Mas foi só quando eu tomei uma surra de palavras na cara que eu aprendi. Quando um ex-namorado disse pra mim “some da minha vida”, eu respondi “vou sumir sim e você nunca mais vai ter notícia minha”. E foi o que fiz. Cumpri o que disse. As palavras dele se tornaram uma profecia que se realizou. E, desde então, meço o que eu digo. A palavra dita não tem volta. E, muitas vezes, fazem um relacionamento não ter volta também.
E, pra mim, o certo é ser livre. Sou livre quando sigo o que sinto. Sou livre quando amo de verdade. Sou livre quando respeito aquele que amo. Sou livre quando faço o que quero. Sou livre quando digo a verdade. Porque só a verdade liberta. Só a verdade me permite olhar nos olhos de alguém e dizer o que tem que ser dito. Só a verdade me permite dormir todas as noites em paz com a minha consciência. Só a verdade permite que minha vida seja um livro aberto. Só a verdade me faz agir com transparência. Só a verdade me deixa tão livre, tão eu. Só a verdade me deixa tão presa a meus princípios. E só com princípios tão claros posso dizer o que sou: transparente.
(B R E N A)

 ...e isso me deixa viver assim...
 

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Não somente boa...



"Eu? Eu não sou somente boa. Sou uma pessoa muito bonita. Generosa e linda – e quem aguentar, aguentou. Como prêmio, terá meu amor. Saberá da minha verdade. Dará boas gargalhadas. Mas terá que suportar uma boa dose daquilo que sinto. Pois, apesar de tudo ser diversão, nada é simples. Nada é pouco quando o mundo é meu..."



Fernanda Young

e quando é meu, se você o tiver suportado será seu também...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Não enjoa...







Mas você com esse seu jeito só seu, de não me permitir saber o que esperar de você, me faz te odiar tanto e querer tanto a sua atenção. E me faz querer tanto você daqui a pouco, porque você não enjoa.Você me cansa demais, mas não enjoa...


Queria!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Outra vez...



Puxa a mala lá de cima outra vez....

terça-feira, 10 de maio de 2011

Me sentindo...



"...tenho me sentido legal. Mas é um legal tão merecido, batalhado..."


(CFA)

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Em algum lugar...


...em algum lugar do tempo...


Eu ando tomando o rumo certo agora.
Me deseje sorte.

(CFA)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Doce, doce, doce, doce, doce,doce, doce...



"Então, que seja doce. Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: que seja doce."
(CFA)

segunda-feira, 28 de março de 2011

Não é tristeza...



Não que estivesse triste, só não compreendia o que estava sentindo...
(CFA)

sexta-feira, 25 de março de 2011

Comece devagar...



Mude.
Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira pra passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma do outro lado da cama... depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia, o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida. 

Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra
padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras poesias.
Jogue fora os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se que a vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas.
Mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!



(Edson Marques)


...mude, mude, mude sempre!

terça-feira, 22 de março de 2011

Fiz de mola...



Eu vou nomeando meus sonhos um por um. Colocando metas, fazendo projetos, com os dedos cruzados e minhas melhores vibrações. Claro que eu me frustro, faz parte da vida.Mas meu chão eu fiz de mola. Posso cair todos os dias, e o resultado da minha queda é o impulso.


(Fernanda Gaona)


...e isso me faz querer seguir sempre...

segunda-feira, 21 de março de 2011

Sempre exige...





A gente sempre exige mais das pessoas e das coisas que quer bem, as que queremos mal ou simplesmente não queremos ou são indiferentes...
(Caio F.)

sexta-feira, 18 de março de 2011


As coisas vão dar certo .
 Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz .
Se não tiver, a gente inventa . 
(Caio Fernando Abreu)

segunda-feira, 14 de março de 2011

Coisas!



Tenho sentido falta de algumas coisas...acho que a ausência delas não tem me feito bem...Ando um tanto confusa... 

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Não dá pra acreditar...

Lari, Léo, Ronny e Dal




Vida Passageira 

Do alto da montanha
Ou em um cavalo em verde vale
E tendo o poder de levitar
É como em um comercial de cigarros
Em que a verdade se esquece com uns tragos
Sonho difícil de acordar
É quando teus amigos te surpreendem
Deixando a vida de repente
E não se quer acreditar
Mas essa vida é passageira
Chorar eu sei que é besteira
Mas, meu amigo, não dá prá segurar

Desculpe meu amigo, mas não dá prá segurar
Vou dar então um passeio pelas praias da Bahia
Onde a lua se parece com a bandeira da Turquia
É o planeta inteiro que respira
Sinais de vida em cada esquina
Tanta gente que se anima
É quando teus amigos te surpreendem
Deixando a vida de repente
E não se quer acreditar
Mas essa vida é passageira
Chorar eu sei que é besteira
Mas, meu amigo, não dá prá segurar

Não dá prá segurar
Não dá prá segurar
Não dá prá segurar
Desculpe meu amigo, mas não dá prá segurar...



Vai com Deus Leozinho..='( 


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Viver de verdade...







Os ganhos ou os danos dependem da perspectiva e possibilidades de quem vai tecendo a sua história. O mundo em si não tem sentido sem o nosso olhar que lhe atribui identidade, sem o nosso pensamento que lhe confere alguma ordem.
Viver, como talvez morrer, é recriar-se: a vida não está aí apenas para ser suportada nem vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada. Muitas vezes, ousada.
Parece fácil: "escrever a respeito das coisas é fácil", já me disseram. Eu sei. Mas não é preciso realizar nada de espetacular, nem desejar nada excepcional. Não é preciso nem mesmo ser brilhante, importante, admirado.
Para viver de verdade, pensando e repensando a existência, para que ela valha a pena, é preciso ser amado; e amar; e amar-se. Ter esperança; qualquer esperança.
Questionar o que nos é imposto, sem rebeldias insensatas mas sem demasiada sensatez. Saborear o bom, mas aqui e ali enfrentar o ruim. Suportar sem se submeter, aceitar sem se humilhar, entregar-se sem renunciar a si mesmo e à possível dignidade.
Sonhar, porque se desistimos disso apaga-se a última claridade e nada mais valerá a pena. Escapar, na liberdade do pensamento, desse espírito de manada que trabalha obstinadamente para nos enquadrar, seja lá no que for.
E que o mínimo que a gente faça seja, a cada momento, o melhor que afinal se conseguiu fazer.



...e isso é o que nos move, a ousadia de viver... 



quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Ninguém suspeitar...





Tão estranho carregar uma vida inteira no corpo, e ninguém suspeitar dos traumas, das quedas, dos medos, dos choros...


(Caio F.) 


...e isso me faz pensar o quão os outros se importam com os nossos sentimentos...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Venha...

8º!

 9º!

Um beijo cheio de alegria para as duas pessoinhas MARAVILHOSAS e ENCATADORAS que me deram esses presentes, fiquei super grata e feliz.Obrigada Pri dona de uma douçura imensa (http://passionalidade.blogspot.com/) e obrigada também a dona do blog Sensity a qual não sei o nome, mas tem o meu apreço e admiração (http://embuscadasensibilidade.blogspot.com/).

Quero dizer também que voltei a vida normal, minha facul tá puxadinha, dificultando assim minhas postagens e minhas vindas aqui, mas sempre que puder darei uma fugidinha, por que tudo aqui me conforta, me anima me faz ver que o mundo é muito mais que meus olhos podem ver, aqui tudo vai muito além.Quero agradecer todo o carinho recebido pelo meu niver, obrigada, desejo a cada um, tudo que há de mais maravilhoso nesse mundo...E como diz o nosso doce Caio, "venha quando quiser, ligue, chame, escreva, tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim..."

...e isso me faz querer mais...

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Vai menina...



E amanhã é dia de festa e sendo assim usarei aquela frase do Caio, "vai menina, fecha os olhos. Solta os cabelos. Joga a vida. Como quem não tem o que perder. Como quem não aposta. Como quem brinca somente..."
Mesmo que o dia seja tranquilo, amanhã,  aqui dentro de mim tudo estará em festa.


...e isso me fará FELIZ! 




7º!
Um beijo cheio de alegria para Elaine, que deixou esse presente sem saber do niver..rs!
Obrigada e que seus dias sejam iluminados, assim como você diz.. ")







quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Aprender...


Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros,
finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

(Cecília Meireles)

...e isso me fez ver a felicidade que se é viver...



6º!
Um beijo cheio de alegria pra Cris, dona de uma escrita fascinante e foi quem me deu esse presente..

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Alcançar...



Breve...


...Deixe estar

O amor pode ser breve
Sendo livre ele se atreve
Ele voa e volta pro mesmo lugar


Ter a liberdade de amar
Quem você quiser
Dar as mãos andar sem medo
Alcançar o sol
Love is Free...
(Luka)
...e isso me fez querer alcançar o sol, depois aa estrelas, depois a lua e depois e depois...


5º!
Um beijo cheio de alegria para a Doce Juh que me deu esse mimo..=)


segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Chegue...



“Chegue bem perto de mim. Me olhe, me toque, me diga qualquer coisa. Ou não diga nada, mas chegue mais perto. Não seja idiota, não deixe isso se perder, virar poeira, virar nada. Daqui há pouco você vai crescer e achar tudo isso ridículo. Antes que tudo se perca, enquanto ainda posso dizer sim, por favor, chegue mais perto...
(Caio F.)


...e isso me fez te querer hoje...



sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Junto...



"Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã e tudo chegará no tempo exato. Mas e o dia de hoje?
Só quero ir indo junto com as coisas, ir sendo junto com elas, ao mesmo tempo, até um lugar que não sei onde fica, e que você até pode chamar de morte, mas eu chamo apenas de porto...”

(Caio F.)


...e isso me faz querer algo novo...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Lembrança qualquer...



Mas se eu tivesse ficado, teria sido diferente? Melhor interromper o processo em meio: quando se conhece o fim, quando se sabe que doerá muito mais — por que ir em frente? Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma fotografia — qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. Melhor do que não sobrar nada, e que esse nada seja áspero como um tempo perdido” 
(Caio F.)


...ou que isso seja a lembrança de algo bom...

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Convite...





Um novo dia vem nascendo.
Um novo sol já vai raia.
Parece a vida, rompendo em luz,
E que nos convida a amar...
(Vinícius de Moraes)


...e isso me faz sorrir...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Magia de viver...



Mais do que doce...

...é saber que tudo se move a nossa volta, tudo se transforma e, até mesmo quando nos recusamos a acompanhar a dança da vida, sem percebermos, ela nos tira pra dançar, nos envolve com um ritmo novo. Quando isso acontece? Quando nos abrimos para a magia de viver e respirar as entrelinhas, os silêncios...
(Caio)


...e isso me envolve...


Um beijo cheio de alegria a todos que me deixam cada dia mais feliz...Amigos mesmo longe, nos falando ou nos conhecendo ou não sempre me deram impulso pra continuar...

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Dez anos...



Meu coração se transforma a cada experiência. Mas ainda palpita, sobressalta e se assusta. Ainda é vulnerável como quando eu tinha dez anos.
(Lya Luft)


...e isso me faz aprender todo dia..


4º!
1º Indicar a 10 blogs
2º Conte um sonho que você tem
Dar a volta ao mundo com amigas
3º Uma frase que te veio agora na cabeça
Eu consigo
4º Seu maior medo
Perder mamãe
5º Um livro que você leu e ficou sonhando
O pequeno principe
6º Seu (sua) melhor amigo!
Deus 
7º Uma música que te faz sonhar
I'm Yours - Jazon Mraz
8º Você tem um amuleto? Qual é?
9º Conte um sonho que você teve e ficou com medo
Não lembro dos meus sonhos :s
10º Essa regra é a melhor de todas sonhe, sonhe, sonhe e SONHE!
=)

UM BEIJO CHEIO DE ALEGRIA PARA A DOCE CLAIRE, QUE ME DEU ESSE MIMO..=) (http://clairemabellemeumundoenadamais.blogspot.com/)


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Não sei...



Sou como você me vê...posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,depende de quando e como você me vê passar...suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras, sou irritável e firo facilmente. Também sou muito calma e perdôo logo. 
Não esqueço nunca. Mas há poucas coisas de que eu me lembre...Tenho felicidade o bastante para ser doce,dificuldades para ser forte,tristeza para ser humana e esperança suficiente para ser feliz. Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre...Sou uma filha da natureza:quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser...a única verdade é que vivo.
Sinceramente, eu vivo...

(Clarice L.)


...e isso me descreve hoje...




3º!


Recebi esse selinho amado da doce Pri (http://passionalidade.blogspot.com)
Ameei, obrigada!!
Suas regras são:


Postar o selo no blog: OK.
Duas coisas que a fazem sorrir: Meus amigos e minha família que é uma comédia.
Uma coisa que a faz sorrir sobre o blog que a presenteou: O bem estar que me causa toda vez que olho e as cores que lá encontro
Indicar o selo de 5 a 20 blogs e avisá-los:



(http://noneedcomplicate.blogspot.com/)
(http://meus-desvaneios.blogspot.com/)
(http://parentesesabertos.blogspot.com/)
(http://meumundoquadrado.blogspot.com/)
(http://enomeiodafuga.blogspot.com/)

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Impulso...



Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como "estou contente outra vez". Ou simplesmente "continuo", porque já não temos mais idade para, dramaticamente, usarmos palavras grandiloqüentes como "sempre" ou "nunca". Ninguém sabe como, mas aos poucos fomos aprendendo sobre a continuidade da vida, das pessoas e das coisas...
(Caio F.)


...e isso nos leva ao desconhecido...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Inesperado...



Corro perigo
Como toda pessoa que vive
E a única coisa que me espera
É exatamente o inesperado...

(Clarice Lispector)


...e isso me atrai...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Um sorriso doce...



Sabe, hoje preciso de coisas que não sei bem ao certo o que são, mas que se as encontrasse me fariam um bem danado, talvez até um banho de chuva resolvesse ou um café na padaria já me bastaria, sinto-me sufocada hoje, precisando talvez uma daquelas respiradas profundas que conseguimos sentir o cheiro das árvores em um lugar tranquilo, com gente tranquila, com amor tranquilo e com um sorriso doce....Talvez seja só isso que eu precise hoje, UM SORRISO DOCE!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Estão perdendo...



"Estão perdendo a viagem aqueles que não sabem de onde vieram nem tentam descobrir. Que não sabem para onde ir e nem tentam encontrar um caminho. Aqueles para quem a televisão pode tranqüilamente substituir as emoções."


(Martha Medeiros)
                             






          HOJE O SOL VEIO ME DAR BOM DIA E ISSO ME BASTOU...

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Apaixonada...





"...Ando apaixonada por viver, com tudo que isso implica, e espantada pela Passagem do Tempo."

(Caio A.)


Um beijo cheio de alegria para Lu, uma flor em forma de gente (http://luciana-bernardo.blogspot.com/) e outro super especial para Pri, alguém de um sorriso incrível  (http://passionalidade.blogspot.com).
Obrigada pelo selinho...AMEI!


O 2º!



Regras
1º Repassar o selo a 15 blogs, e avisar!
2º Responder as perguntas:

Nome: Dalvana Carminha Barbosa
Uma música: São tantas...
Humor: Feliz
Uma cor: Coral
Uma estação: Verão
Como prefere viajar: De carro
Um seriado: One Tree Hill
Frase ou palavra mais dita por você: Obrigada, amado, feroooz..(rs!)
O que achou do selo: Ameei..

Indico, a esses 5 blog's, como tudo isso ainda é novo pra mim =)
http://brunalampert.blogspot.com/